31.12.10

Papéis Em Branco


Papéis em branco. Vida apagada, vida esquecida.
Ano apagado, ano esquecido.
Papéis em branco. Mente em branco.
Vidas que se dependem por relações até então desconhecidas.
Vidas em branco.
Tudo é zero. Muito absoluto.
Essa é a vida.
Quando tudo parecia aceito e entendido,
Tudo resolve mudar.
A vida em branco passa a ser escrita.
Escrita com sangue, com dor, com vontade.
E a mesma vontade se vai, como vem, pro nada e do nada.
E os papéis são escritos e acabados com escritas vermelho escarlate.
Essa foi a página escarlate. Não é mais um simples papel em branco.
E assim se enchem de histórias.
Se enchem de experiências.
Os meus papéis em branco. A minha vida.
Tudo se acontece. Tudo se afirma.
Tantos planos não postos em prática.
Tudo feito com apenas simples rabiscos.
Simples desenhos. Mas desenhos em branco.
Desenhos que não enchem uma cabeça já ocupada.
Desenhos em rabiscos impedem que um simples ponto final seja usado.
Para deixar a obra incompleta e em branco.
Mas isso não pode acabar assim. Tudo em branco.
Obras devem ser concluídas e vidas não devem ser inacabadas.
Papéis em branco. Papéis avulsos.
Tudo preto e branco sem cor.
Tudo feito para ser vivido de uma forma em branco.
Vejo o anormal com tanta normalidade.
Me tornei uma anormalidade.
Um doente crônico.
Será uma praga?. Será um castigo?.
Penso que é mais uma provação.
Mais uma dentre tantas.
E o cinismo me mata.
E a vontade virá uma obrigação e não apenas um gosto.
E gostar me parece estranho. Me parece lúdico.
E viver fica sendo visto como um tédio penoso.
Um doloroso tormento de uma encarnação.
De um ser que lutou por suas páginas em branco.
E agora deve escrever.
Deve preencher com sua melhor letra uma folha nova.
Uma vida nova.
Tantos papéis em branco guardados.
Agora então quem sabe é a hora.
Tantas escolhas e marcas de tintas para escolher.
Não quero uma vida em branco.
Quero viver.

By:AyKe.Hanedef..

Feliz Ano Novo!!!...

30.12.10

Descobertas


O segredo começa no dia 15.
Começa uma fase sem volta. Uma fase crônica.
A descoberta é adiada. Mas é descoberta.
Descobre-se o que se tem no dia 29.
Do 29 para uma vida.
Do 29 para uma vida crônica. Para mistérios.
Sinto dores. Isso me repulsa. Isso me impõe medo.
Peço por vida. Vivo por viver.
Isso assusta-me.
Tantas descobertas. Tantas reviravoltas.
Era tudo muito bom. Agora é tudo mais pra menos.
Era tudo muito bom. Agora água vira veneno.
Mas isso não é questão de carma.
Isso me assusta. Mas não destrói meus sonhos.
Isso é um tropeço. Mas não é um buraco.
Isso é o que eu espero.
Na verdade não espero por nada.
Não quero descobri mais nada.
Mais nada.
Pelo menos para este ano.
Tentar a sorte é ridículo.
Sorte não muda uma vida.
Não vai mudar a minha. Não vai.
Não tive sorte, não tenho sorte, mas vivo.
Tantas descobertas.
Descobri o que é não ter uma mãe.
Descobri que sou uma mentira verdadeira.
Descobri que amigos são importantes.
Descobri que sou amado. Que sou odiado.
Descobri o que é ter dinheiro.
Descobri o que é ter uma doença crônica.
Uma doença que não é fatal.
Mas é crônica.
Isso me assusta.
E me vou.
Por que eu sou.
Sou e sou.
E isto não me impede de viver.
Por que eu sou.
E sei que posso.
Que ano!.
Tenho uma doença.
A verdade?
Tenho saudade.
Além de saudade, tenho doença de crohn.

By: AyKe.Hanedef.

24.12.10

É Natal.

Um único dia em um ano. Momento de alzheimer mental.
Pode ser um recomeço. Pode ser uma morte.
Pois devemos morrer todos os dias, de todas as formas,
Para podermos renascer, ou apenas tentar mudar algo.
Costumes. Nunca perdemos. Nunca. Tudo muito contraditório.
Pensar em contradição remete-me na verdade.
Pois verdades que não são falsas nunca poderão ser verdades.
Esse é mais um natal. Mais um momento reflexivo.
O sorriso deve estampar um rosto de cera.
O amor deve mover um coração frio, já repleto de teias de aranha.
Esse é o ideal do natal. A morte, o nascimento.
Pois tudo que nasce morre em parte, para nascer e morrer.
Neste natal tudo é novidade. O amor, a generosidade, a piedade.
Neste natal posso estar inválido, mais inválido porém é a pouca sabedoria
O querer e não poder. O ser o mesmo.
Mudança: palavra chave de um ano.
De 365 dias que mudaram uma história e um final.
Que mudaram atitudes, que mudaram pessoas e moldaram personalidades.
Chegou. Seria este um banquete de egoístas?
Seria uma tradição?. O que faz isso persistir?
Pode ser amor. Pode ser culpa. Pode ser compaixão.
O natal é um abastecimento de energias,
Já gastas durante os outros dias de um ano.
Essa pode ser minha maneira natalina da vida.
Não acredito no que não posso ver. Acredito também.
Tudo contraditório. Tudo inespecífico.
Mas esse é o natal. Uma lenda. Uma verdade. Uma tradição.
Tudo muito espetacular e fascinante.
As luzes do pinheiro, as vozes que riem, as pessoas que confraternizam.
Pessoas estas que até então não riam,
Não se gostavam, não se aturavam.
Tudo muito contraditório e verdadeiro.
Tudo muito mentiroso e sarcástico.
Mas esse é o natal. Momento de lembranças.
Momento de reviver dores. De celebrar alegrias. De esperança.
Esperança por mais dias trágicos porém felizes.
Felizes porém mentirosos.
Mentirosos porém verdadeiros. São sua vida.
São suas escolhas. É o seu caminho. É sua vida.
Saudade até então não dita.
Esse é o momento. Esse é o natal.
É a grande mentira dos falsos.
Mas também a alegria dos culpados.
Culpados da culpa do abandono. Culpados do caos de suas vidas.
Desejo um feliz natal. E que neste natal você morra.
Mas que renasça com a mesma convicção de que morreu.
Que renasça e aprenda a reconhecer seu caminho.
Que viva de contradição, e não acredite em tudo.
Não acredite em nada. Viva do nada.
Acredite em tudo. Viva do tudo.
Pois tudo é nada. E o nada é o tudo.
Feliz Natal!!.

By: AyKe.Hanedef.

22.12.10

No Final


O que fazer agora que tudo acabou?
Recomeçar.
Final = Começo.
Quando se sente de tudo um pouco.
Um pouco de cansaço.
Um pouco de alegria.
Um pouco de tristeza.
Um pouco de raiva.
Esses poucos foram bons.
Foram compartilhados com grandes pessoas.
Com grandes amigos.
Mas agora, é viva ou morra.
Seguir seria a palavra mas correta.
Saudade o sentimento em maior evidência.
Mas não do ano, e sim dos anjos que nele habitaram.
Tantas loucuras. Tantas cores.
Tanto tudo. Extremos de alegrias e dores.
Busca por tantas coisas.
Respostas para tantas coisas.
Perguntas sobre tantas coisas.
No final só me resta saudade e um deus.
Nada mais.
Mas a amizade nunca some. Nunca se esquece.
Nunca se traí. Nunca se subestima.
Obrigado pelo ano. Obrigado pela dor.
Obrigado pelas pessoas que me odeiam.
Obrigado pelas que gostam de mim.
Obrigado por nada e por tudo.
Eu voltei. E agora voltei recarregado.
Sobrevivi. E agora nada mais me atrapalha.
Sou feliz. Sou normal.
Sou estranho, mas feliz.
E nessa luta diária entre o nada e o tudo,
Tive nada e tudo.
Vivi nada e tudo.
Sou o nada e o tudo.
Isso não é o que é.
Obrigado.
Peço perdão e agradeço.
Mais um final. Mais um nada.
E se me procurarem buscando pelo mesmo,
Não irão achar o mesmo.
Não se veste mais igual,
Não fala mais igual,
Não age mais igual.
Não é nada e nem igual.
Mas obrigado pelo maravilhoso ano.
Obrigado Deus pelo maravilhoso ano!.
Sarcasmo com verdade.
E que verdades sejam ditas.
E que sarcasmos sejam proferidos.
E assim se fecha. E assim se acaba.
Obrigado oh maravilhoso ano!.

By: AyKe.Hanedef.


12.12.10

Lugares


Por que suas amarras?
E por que esta arma no bolso?
Problemas reais das vidas alheias.
Alheias a explicações e a soluções práticas.
Que seguem na contramão,
E buscam um ideal até então verdadeiro.
Mas a verdade é uma máscara da mentira.
Minha verdade não é a mesma mentira.
Minha mentira é sim um pequenino mundo.
Mundo envolvido por desastre e egoísmo.
Vivamente planejado, vivamente desenhado.
Onde tudo pode chegar. Mas não chega.
Coisas complicadas de descrever.
Existirem porém, tão fáceis.
Meu 96. Meu 1°.
Minha vida antes e depois.
Tudo mais pro depois.
Meu mundo preto e branco sem cores.
Este é o meu mundo. Este é meu lugar.
Não será outro que não este.
Todavia, jamais será outro que não este.
Este é meu amor. Amo este lugar.
Bem vindo ao meu lugar. Mas é minha vida.
Vida que está neste lugar.
A vida do depois. A vida do agora.
A minha vida. Um lugar diferente.
Interesses por lugares diferentes?.
Mas este é o seu lugar.
Este é o lugar das estrelas.
O lugar dos adormecidos.
O lugar das pessoas e o meu lugar.
Digo que é meu. Mas é o seu também.
Obrigado por sua visita.
E bem vindo ao meu lugar.
Ao seu lugar. O lugar dos finos diamantes.
O lugar da lapidação.
O lugar do conhecimento.
Este é o nosso lugar.

By: AyKe.Hanedef.

11.12.10

O Ver Verde (V.V)...


Tudo tão verde, tudo tão fantástico.
Tudo é real. Tudo é bom.
Escuto tudo. Sou meu grande fã.
Minha principal orientação.
Mas existe tanta coisa para se fazer.
Mas não coisas fúteis.
Cheguei em um ponto que tenho que escolher.
E escolhi minha felicidade a minha vida.
A maravilha esverdeada.
O mistério do azul.
O fim.
Meu coração se parte, mas não me abandono.
Imploro, mas não choro.
É o que eu gosto de fazer.
É o que eu gosto de ser.
A promessa da real felicidade que cativa,
Que empolga, e diz: Foda-se..
Me desculpe, sou verde, sou feliz.
Não me abandono.
Vejo verde. Não sei mais nem o que disse.
Eu não preciso de favores dos quais não suporto.
Mas venha ver o por do sol.
Isso já é grande o suficiente para mim.
Por que vagar pelas noites?.
Gosto dos sons. Mas venha!.
Relaxar e jogar tudo pro espaço.
Porque eu gosto dos sons. Isso é tudo.
Amo e me amo. Isso não é falso.
Nostálgica sensação da cor preta.
Mas queimo tudo assim como queimei velhos momentos.
Eu realmente não me lembro das tantas "fiestas locas".
Deixar tudo louco e descer para as profundezas.
E renascer do nada. E ser apenas um nada.
Mas essa não é uma simples loucura.
Eu quero quebrar tudo.
Agir como se não tivesse um fim.
Energia que flui momentos perdidos no espaço e tempo.
E gerar um colapso. Quebrar tudo.
Ao som melódico e empolgante da mente.
Vou quebrar tudo. Quebrar minha cara falsa.
Porque este é o momento certo.
O melhor tempo da vida.
Da minha brilhante e unica vida.
Eu sei que tudo é verdade. Apenas os outros são falsos.
Mas tudo se compara com uma grande vadia.
Uma vadia rica. O verde afeta.
Você se torna o bom. O verde.
Começa a fazer tudo com mais verdade.
Todas as galinhas no grande galinheiro.
Todas as porcarias no lugar certo.
Isso é verdade. This is true.
Não deixar pra depois a verdade.
E no fim você está no meio.
Sem ninguém. Só você e seu verde.
Não vai, não escuta.
Mas você está dentro?.
Sem usar nomes. Sem focalizar em pessoas.
Nunca pode ser a mesma coisa.
Mas você está dentro?.
O V de vingança,
Se torna o V de verde vingança.
Mas tudo acontece a três passos do começo.
A três passos do real.
A três passos da mudança radical. Do fazer difícil.
Mas é o que posso fazer.
O centro de protestos dos quais não tolera.
Mas esse é o começo da besta.
E o final do texto.

By: AyKe.Hanedef.

5.12.10

Sem título, somente palavras...

Acordei 6:10 da manhã de um Domingo,
Essa é minha rotina semanal. Ou era.
Mais um ano se acabou.
O que eu fiz neste ano?. Eu perdoei?. Eu chorei?. Eu sorri?.
Eu mudei?. Eu sou o mesmo?.
O que acontecerá agora?. Qual o meu futuro?.
Tantas lembranças boas com amigos.
Histórias intermináveis para um período com fim e data marcados.
Perde-se uma familia, mas ganhasse muito também.
Ganha-se acima de tudo inteligência, e o sentimento de saber amar.
Amar a tudo que se perde, e a tudo que se conquista.
Mais um ano acabou. Mais uma fase cumprida.
Quantas pessoas marcaram nossas vidas.
Quantos odiamos, com quantos sorrimos e até choramos.
Brigamos. Ficamos cansados mais não desistimos.
A vida pode ser injusta. Pode te tirar tudo.
Mas você sabe que o que você viveu ficará para sempre na memória.
Na memória: duas palavras que despedem-se,
E que indicam que tudo acabou.
Mas teve um final grandioso. Para pessoas grandiosas.
Tudo que aprendemos moldou nosso caráter.
Aprendemos com dor, com raiva, alguns por obrigação,
Mas aprendemos. Mas conseguimos um resultado.
Isso pode ser o fim a alguns, mas é um começo.
Temos uma vida que nos aguarda, temos nossas vidas.
E como somos os melhores, faremos também o melhor.
Seremos tudo que projetamos, teremos tudo que queremos ter.
Grandes finais para começos triunfantes.
Grandes despedidas para rencontros calorosos.
Grandes amizades para uma vida toda.
Que oportunidades não faltem,
Que determinação e confiança em si não tenham limites,
E que você aprenda a ver o dia como um pedaço de sua vida.
Aprenda que todos podem ser tudo, podem vencer tudo,
Que a vida vale a pena,
E que um sorriso muda a sua vida e a das outras pessoas a sua volta.
Nunca se esqueçam desses momentos,
Por pior que eles possam ter sido.
Eles serão únicos. Serão sua base para o futuro.
Não desista tão facilmente. Ninguém desistiu de você.
Por isso você está aqui. Mas não pare neste ponto.
Continue e realiza-se. Você terá saudades,
Mas esse apenas é um dos tantos finais felizes dos contos de fadas,
Dos mais especiais dos momentos, que passará por sua vida.
Tantos finais e tantos começos.
Encare isso como uma estação de metrô:
"Uns vão para seu destino, outros chegam para buscar um destino."
Chegou nossa hora, rumo a um destino, rumo a uma vida.
Mas não se esqueça, que uma amizade feita sempre valerá ouro.

By: AyKe.Hanedef.

3.12.10

Um Dia de Chuva


Chuva que cai lá fora,
Escuridão tão vazia que se tem aqui dentro,
Aqui é triste, aqui é monótono.
O vazio que se enche. Mas de móveis já usados.
De sensações já sentidas.
De remédios antes não curáveis,
Que abrem agora cicatrizes maiores ainda.
Com o tempo lá fora chuvoso,
O espelho se reflete em mim e minha vida.
Um verdadeiro ano sem sol, ou com alguns resquícios.
Tudo melhora. Tudo piora. Tudo se faz.
Promessas se quebram, dívidas se esquecem.
Só que tudo volta para o fim das mesmas fases.
Quando te privam até de sonhar,
Quando pensam por você sua vida,
Não adianta chorar, tentar se matar.
A perfeição não existe, mas a liberdade sim.
Cortar os pulsos e se ensanguentar.
Beber veneno e cair no chão sem falar.
Se enforcar, se suicidar, se prender e fracassar.
Tudo se sente aqui dentro.
As saudades em cada canto do coração.
A tristeza do sozinho e do vácuo interno.
A alegria por ser alguém e algo, e só ter algo.
Mas a vida é vazia. Sua conta bancária não.
Mas a vida é irônica. Seus problemas não.
Chuva que cai lá fora,
Escuridão tão vazia que se tem aqui dentro,
Aqui é triste, aqui é monótono.
E existe um monstro esperando para ser acordado.
Ser almejado, ser aclamado.

By: AyKe.Hanedef.