26.10.16

Coração Estilizado

O três não é um coração modernizado?
Com um símbolo estranho e todo virado?

 


é isso na grafia da internet, a minha era?
Quem é que não o conhece na face desta Terra?

Meu

 

está bem complicado,

Não sei se ele anda assim tão estilizado,
Ou se ele se esconde por que cansou de sofrer,
Alguma coisa em você me faz querer viver,
E essa vida toda está me deixando sem ar,
Esse é o seu jogo para querer me viciar?

Meus parabéns estou todo oxitocina,
Sou toda a minha testosterona com a dopamina,
Sou o ópio e embarco fundo com adrenalina,
E muito obsessivo com alto índice de serotonina.
Eu acho que isso é amor. Não tenho mais dúvidas.
Não tenho mais dúvidas você é o meu menor que três,
Não é assim que se escreve por extenso?





Menor que três. O amor é dois ou um.
É um coração estilizado que não fazia sentido algum,
Mas que dessa forma fica mais bonito e representativo.
Amar em três tem um risco muito grande envolvido.
Acho que em três é sacanagem, é traição.
Se humilhar para obter é uma baita desolação.
Não esperava isso de você. Quem sabe sim, eu esperava.
Mas era aquela coisa toda de hormônios, e te amava.
Você foi a droga toda que eu usei.

Você me traz vida. Um pouco a mais de cor onde não tenho.
Mas tentar provar o meu amor, para mim é muito empenho.
Amor não se prova. Amor não é assim tão desregulado.
E ele diminui quando a gente percebe que não é amado.
Não era um coração moderno, era um menor que três nojento.
Você acabou o pouco de tudo que eu tinha por você aqui dentro.
Você me trouxe a vida. Eu lhe agradeço, não lhe desmereço.
Mas está na hora de seguir em frente. Colocar seu nome no passado.
Eu sou um homem mais feliz e muito mais realizado.




isso não é coração. É menor do que três.
E três sempre foi muito para mim.
Obrigado pela vida que você me deu, e enfim,
Eu não preciso amar para dar o amor,
Obrigado por fazer comigo o melhor.
Isso nunca foi em vão, foi hormônio e coração,
Um coração de verdade e não um estilizado,
Se um dia me amar, lhe amarei sem o cuidado
De me precaver das coisas e de você.
Obrigado por me fazer sofrer,
Você foi a droga toda que eu usei.

By: Vinicius Osterer

Feito em 30 de setembro de 2016.

Belzebu

“Sozinho Em Casa” poderia ser um hino das pistas de dança,
Se eu vendesse a minha alma para o Diabo,
Coberto com o escuro e com as camadas de pessoas tão mansas,
Que só pensam no seu próprio umbigo e rabo.
Com os espíritos tão bravos e desconhecidos do mar selvagem,
Belzebu é embalado para viajem,
Vem dentro de uma música cheia de moscas e restos.
Com o veneno e o limite que ultrapassam todas as dosagens,
Mudando a cor de todas as paisagens,
Uma geração que não tem filhos e nem netos.
E sozinho em casa eu posso ser a defenestração,
Pactuar com o demônio por distração,
Acordar cravejado e desinibido, tão indiferente,
Sem o papel de homem rivotril e impaciente,
Cheio de olhos onde não existem mais possibilidades,
Dentro de uma casa corrompida e tão cheia de verdades.

Se lhe disser que sua cor combina com a minha escuridão,
Você me deixa jogado, sentindo esse som,
Por que a voz que vem do inferno sempre me alucina,
Isso é um pouco de amor misturado com adrenalina?
Isso só pode ser o tempo finito do domingo,
Domingo Rave, domingo festival,
Domingo com o demônio e um toque espiritual...
Aquela mistura de óculos escuros e colírio,
A fascinação pelo incorreto e seu delírio.

Estou na indústria da loucura e da religião,
Me deixe amarrado no fim de um túnel sem saída,
Enquanto eu canto o meu grande refrão,
Sobre como pactuei para obter sucesso na vida.
Se você acreditar o problema é todo seu,
Queria um pouco do diabo e das drogas na escrita,
“Sozinho Em Casa” é o amor que você não me deu,
E toda aquela sua atitude maldita.

“Sozinho Em Casa”,
Escrito com sangue.

By: Vinicius Osterer
Feito em 25 de setembro de 2016.

Alone At Home

I want to be a dream today,
‘Cause the reality with you hurt,
You got me of a brusque way,
Like a strong man of Frankfurt.

But tonight I’m alone, I’m alone at home.

And all this has been done,
I know there’s no way of you come,
I don’t wanna to set the tone,
I wanna your heart on a tray,
You got me of a brusque way,
Alone at home.

And let me shine on TV, ah,
‘Cause you stopped me see, ah,
I wanna to rescue you for me, ah,
This isn’t how will be, ah,

This is how it was, with me alone at home.

And all this has been done,
I know there’s no way of you come,
I don’t wanna to set the tone,
I wanna your heart on a tray,
You got me of a brusque way,
Burlesque way, alone I’ll stay,
‘Cause the reality with you hurt,
You always will be a man of skirt,
Alone with me at home.

By: Vinicius Osterer
Feito em 27 de Setembro de 2016.

23.10.16

Strawberries Dreams

You’re wrong, but you’re right honey,
I don’t need your fame or your money,
I want you naked in my bed.
In a brilliant strawberry dream.
And kiss me with your perfect mouth,
Making a shit of love with the stars tonight.
You is too little and not enough,
Our bodies started a great fight.
Strawberries and Coke,
Please, let me go and smoke
Just another cigarette that I need.

Vou tomar uma xícara de sol da tarde já acabando,
E colocar algumas gotas de um azedo limão,
A primavera começou com o meu sonho morango,
E não posso deixar de invocar uma canção.
Sentado no horizonte sem um roteiro pronto,
Com o céu alaranjado em um tom boreal,
Eu estou muito mais para um pecador não um santo,
Muito menos um mártir de beleza descomunal.
Morangos e Coca-Cola,
Por favor me deixe ir e fumar meu cigarro.
Você não é mais tudo o que eu preciso.
In a brilliant strawberry dream.
Making a shit of love with the stars tonight.

A big piece of cake with much candy
Won't go to make that you come back to me,
I turn on the radio with my best friend,
And tonight we have fun and this set us free.
In the land of big strawberry dream I don't remember,
If today is dark or light or we're in September,
October, December.
Much Coke in my cup and another cigarette.

Em um grande e brilhante sonho morango,
Se fosse Bandeira seria um tango,
Mas é mais uma lata de Coca-Cola com fé,
Uma festa alternativa que não entra a indiferença,
Não me importo com a sua presença,
Por que é Outubro e eu tenho sonhos escondidos,
Sonhos muito bem resolvidos,
Making a shit of love with the stars tonight.

By: Vinicius Osterer
Feito em 10 de Setembro de 2016.

Twitter

Serio.... Querer vc é muito bom... Mas isso é bem estranho!!!
Chega... Tira o celular de mim...

Acordei agora 6:30 com insonia e dor de kbeça
Meu problema é skol beats... É do demonio.
Ia fazer merda, mas dai fui tomar um copo de juizo na cozinha
                  [e vim dormir... Nda como os anos para nos evoluir...
Vou voltar a dormir aki... Ainda é muito cedo
                  [e estou sem inspiração para nda.
Hj é só macarrao com molho.... Hsuhsushus
                  [nunca mais misturo vinho com nda....

Fome de carne absurda...

Genteeee Feliz Primaveraaaaaa!!!!
Gente parei para pensar e faz sete anos que escrevo....
                  [Isso é muito nostalgico....
                       [Tava lembrando do meu primeiro equinocio...
E hj é equinocio... E estou no meu numero 7... Muito bom isso!!!
                  [Vamo aproveitar q hj o dia e a noite possuem a msm duraçao.
Vou fazer minhas preces aki...
                  [Nem sempre o mundo esta tao equilibrado  para renacermos....
Acender meus incensos e admirar um poko o sol...
Mas com filtro solar e oculos escuros para nao dar confiança.

Qualquer coisa vou estar por aki... Olhando o por do sol... Pode chegar...
Posso nao ser tudo aquilo... Mas sou alguma coisa...
Que dia mais lindo!!!!!
Q coisa mais bonita ver orquidea em penca de flores....

Que ridiculo esse governo que nem eleito popularmente foi...
                  [tirar artes, educação fisica, sociologia e filosofia da grade?
Serio isso... está chegando por ai uma geração problematica,
                  [sem senso poético, alienada e sem a capacidade de pensar...

Vou fazer cachorro quente

Tava indo dormir mas me lembrei q hj tem AHS...
                  [Entao vou tirar minha camisola e ir assistir...
E olhe q já tinha passado até meu monage de abacate e castanha do Pará*...
*Tentando ser irônico...

Minha mãe você me amaria assim dessa forma?

By: Vinicius Osterer
Tweets do dia 22 de Setembro.
Feito em 30 de Setembro de 2016.

Meus Pais

Quero a minha água oxigenada de 30 volumes,
Por que eu sou um loiro bem falsificado.
Me deixa usar as minhas calças com E=MC²,
Que eram da minha mãe e ficam bem largas.
Uma dose cavalar de palavras amargas,
De um filho, de uma mãe que já se foi.
Ela foi e as rosas vermelhas ficaram,
E aquela linda blusa de algodão azul,
Que esquenta o meu peito no frio,
Preenche de calor o meu vazio,
Aquele vazio que não preenche, que é de mãe.

Quero meus óculos aviador, com lente marrom,
E aquela música antiga que tem o melhor som,
Por que foi escolhida pelo meu pai,
Aquele homem que se parece muito comigo.
Aquele que tem o orgulho sempre de falar,
Que sou um filho inteligente e exemplar,
Mesmo não me entendo em vários sentidos.
Não entendendo a minha natureza de homem animal,
Será que você me vê como uma pessoa normal?
Meu querido pai que acumula um punhado de coisas,
Um punhado de histórias, um punhado grande de sonhos.

Da junção de um Soares da Silva com um André,
Saiu isso tudo aqui. Essa metamorfose, essa combinação de erros,
Aquele menino tão perdido entre tantas imagens dos espelhos,
Mas que sempre soube o que queria para a sua vida.
Nem você me entenderia minha mãe querida,
Esse filho que viveu tanto tempo dentro de um mundo fechado.
Entre a cruz e o diabo, entre o certo e o errado,
Entre o bem e o mal, entre a oração e a maldição,
Entre o que é real e o que é só invenção.
Pai você me perdoa por não ser igual aos outros homens?
Minha mãe você me amaria assim dessa forma?

Sou esse homem animal, amargo mas realizado,
Amando outro homem sem ser amado,
E isso não é estar errado,
Não é crime e nenhum pecado,
É a minha natureza humana.
Eu sou o mesmo garoto loiro da infância,
O mesmo que tomava Biotônico e subia nas árvores.
O mesmo que fingia estar doente para ficar em casa,
E o mesmo que ia com a avó receber o aposento.
O mesmo que falava o que queria por impulso,
Por que tinha medo que faltassem depois as palavras.

Meu pai você sempre foi tão bom,
E eu não me importo mais com o que os outros vão falar,
Só quero saber se você saberá me aceitar,
Se me amará mesmo sabendo da minha condição.
Eu amo outro homem com o meu coração,
E não posso fazer nada sobre isso.
Minha mãe peço em oração que me compreenda,
Que descanse em paz e não se ofenda,
Mas esse amor é o que eu quero.
Faz bem para mim, me mantém anestesiado,
Eu não sou um doente, um alcoólatra ou um drogado,
Sou esse homem crescido, homem feito e de barba.

Meus pais perdão, vocês não erraram na educação,
Fui eu que nasci desse jeito, não foi uma opção,
Foi a minha natureza de homem animal,
De dois lados e bissexual,
Que mesmo assim tem os vossos genes.
Não é praga e nem maldição,
É um filho realizado em transformação,
E eu prometo que para sempre eu lhes amarei,
Vocês foram o casal em que me espelhei,
E me deram a liberdade e a minha vida.
Muito obrigado, meus pais. Muito obrigado.

By: Vinicius Osterer
Feito em 23 de setembro de 2016.

21.10.16

Para Alguém Que Não Conheço

Não sei se você se chama Joana,
Renata, você é especial.
Sônia, você está nos seus melhores dias.
Antônio, você sempre foi tão forte!
Se seu nome for Fátima, eu lhe amo!
Se seu nome for Paulo, eu lhe amo!
Se seu nome for Isabel, eu lhe quero tanto!
Se seu nome for Caio, você me deixa leve!
Se você não tiver nome, eu te amo,
Por que este amor é para alguém que não conheço,
Meu amor e gratidão pela sua existência.
É tão bom apreciar com paciência,
E se você for Joaquim eu lhe amo,
Se você for Maria você é perfeita,
Se for Augusto você é forte!
Giovana, você é tão bonita!
Não sei se você se chama Ana.
Fernando você nasceu com um talento!
Francisco você é um espetáculo completo!
Eu amo você que está lendo o livro emprestado,
Que está sofrendo por que não pode deixar de lado,
Aquelas palavras que eram tristes e machucavam.
Quero o penteado da Raquel,
A firmeza do João,
A habilidade e sagacidade do Mateus.
E você, é tão inteligente Guilherme!!!
Meu amor eterno ao Alysson, a Karen e o Miguel,
À Fernanda, Carolina e também para a Raquel,
Um pouco de tranquilidade para a Patricia,
E muito amor para alguém que eu não conheço.
Para a Daiane eu desejo felicidade,
E que a Denise e o Afonso saíam da amizade,
E embarquem em um relacionamento mais sério,
E que não só eles, mas Natiele e Paola, Vinicius e José,
A religião e a falta de fé,
Camila, Camila, seu nome apareceu duas vezes!

Não lhe conheço, mais é um pouco do amor para você,
Um pouco de felicidade com muita força e superação,
Você é maior do que o seu problema ou decepção,
Você é um ser humano tão completo!
Para alguém que está longe ou está perto,
Eu desejo muito amor!

By: Vinicius Osterer
Feito em 06 de Outubro de 2016.

Condição Tempestuosa

O dia rendeu,
Como você me rendeu,
E fiquei aqui tempestuoso como o tempo.
Assim como em um oceano,
Na condição de um engano,
O que eu mudo constantemente por dentro.

O dia acabou,
Como você me acabou,
Enterrando meus sonhos em um navio naufragado.
Acenei da janela,
Na dúvida daquela
Ostensiva certeza de que eu estava sendo o errado.

O dia passou,
Como você passou,
E levou com você os meus oceanos de prantos.
A noite chegou,
... Ah...
Notificou a minha rede social
... Ah?!...
O que aconteceu com a rima?
...OCEANO...
Você me deixa assim...
Sem saber como acabar as coisas...
Sem saber se isso tem fim, onde fica o começo...
...OCEANO...
Tempestade no meu horizonte laranja de condição.

By: Vinicius Osterer
Feito em 03 de Outubro de 2016.

Tiro no Escuro

Me descabela, eu nunca lhe pedi nada na vida.
Você não tem atitude, como consegue ser tão parado?
Eu sei que isso não é coisa que se diga,
Mas acho que preferia o sonho do que você materializado.
Não é você sou eu, eu acho que as coisas não dão certo,
Você não parecia ter esta cara de paisagem, sim sou honesto.

“Meus parabéns estou todo oxitocina”
Se não souber pesquisa no google, por que não sou simpático,
Todo este amor que eu sentia não me alucina,
Quando estamos em um momento que deve ser mais prático.
Não é para ser romântico. Você não gosta de romance.
Mas se derrete por comentários que não são os meus.
Com você é esse negócio de não se atrelar e querer um lance,
E meus gostos não são tão parecidos assim com os teus.
Meus parabéns, estou me reabilitando.
Não quero nada com alguém que não me quer.
Isso tudo é sobre como acabei lhe amando,
Indiferente se fosse um homem ou uma mulher.

Existe vida após a morte? Existe vida após o amor!
Não mandei flores para este funeral.
Você me deu a vida que eu não tinha, então afinal
Ninguém saiu perdendo tanto assim.
Eu lhe dei palavras, lhe dei rimas, lhe dei meu coração,
Mesmo sabendo que não tinha futuro essa ideia sem noção...
Mas estou tratando novamente a falta que você me faz.
Agora é verdadeiro, não penso em você nunca mais.
E se nunca mais for muito tempo? Só o tempo dirá.
Quem sabe um dia você veja que alguém nunca lhe amará,
Assim como eu lhe amei, ser humano imaturo.
A vida é tão injusta, eu dei um belo tiro no escuro,
E acho que quem saiu ferido desta vez fui eu.
Sim, fui eu.

Quero minha xícara que ganhei de aniversário com cappuccino,
E pegar a cadeira de balanço e sentar lá fora ouvir o sino,
Que vem da torre da matriz central da cidade.
Eu acho que em algum momento eu amei a sua imaturidade.
Mas hoje ela é demais para um velho de 23 anos como eu.

É essa coisa toda, fazer o que?
Me enfurnar em um quarto e nunca mais viver?
Não!
Você me trouxe de volta a vida.

By: Vinicius Osterer
Feito em 30 de setembro de 2016.

20.10.16

QuEros

Eros o cupido, eu não te quEros envolvido,
Deixa a minha poesia ser mais prática.
Pensei que tinha lhe esquecido, mas fiquei tão iludido,
Que acabei nem pensando mais na gramática.

Amar você é lento, vira a santa ceia e o cupido alado,
Meu amor morreu, mas ressuscitou ao terceiro dia.
Eu tinha um coração, você que procurou no lugar errado,
Me transformando em um monstro apático com atitude fria.

Eros o cupido, eu não te quEros envolvido,
Deixa a minha poesia ser mais realista.
Isso é amor não resolvido? Um sentimento perdido?
Ou só mais um pensamento de conquista?
“Hey hey é o fim!”
“Oh oh cupido, para longe de mim!”

Jabuticaba é uma fruta tão romântica,
Mas cai no chão e fica azeda.
Se você usa a filosofia da semântica,
Vai me pegar mudando de vereda,
Assim de uma hora para outra,
Eros o cupido, eu não te quEros nesta vida,
A minha cabeça está tão louca,
Minha realidade está com data vencida,
Eu tive outra recaída?
Mas eu pensei que estava nos seus olhos!

Eros demônio, eu não te quEros assim tão cínico,
Você brinca com a minha pessoa?
Pegue suas flechas e vê se voa,
Você é mitológico e não é um Deus Corno,
Vendo você passar eu me torno,
O último dos grandes vagabundos,
Me deixa viver nos meus poemas imundos,
Por que eu não te quEros.

Seu Deus negro, Deus abissal,
Você quer o amor seu animal?
Quer flechar e flechar corações.
Aceita este pequeno madrigal,
Que não faz nenhum pouco mal,
E está acima das suas lamentações.
Por que eu não te quEros,
Eros o cupido, que me deixas destruído,
“Oh oh cupido, para longe de mim!”.

By: Vinicius Osterer
Feito em 05 de Outubro de 2016.

Não é Mamãe!

Eu sempre tive medo da sociedade.
A sociedade não te assusta?
Ela usurpa o que lhe oferece,
Parece um ritual de troca que não favorece,
E é muito intimidador a precisão das palavras,
São pessoas e mais pessoas tão brabas,
Que querem por que querem achar algum defeito,
Querem ver o erro e não o seu acerto,
E isso machuca muito em todo lugar,
Não sei mais se é certo lhe amar,
Por que isso não é ir na corrente de coerência,
Como se o amor precisasse de certa interferência.
Eu tenho medo de me afundar,
Tenho medo de que isso vire uma piada,
Eu sempre tive medo da opinião que machuca,
E não estou tão preparado para mais e mais do mesmo,
Daquilo tudo que sempre foi tão ruim na minha vida.
Mas você me faz ser a vida que germina,
Aquela que brota na primavera,
Que já foi uma semente na terra,
E hoje é um belo botão de rosa branca,
Com você me sinto uma criança,
Leve, atrapalhada e toda cheia de graça,
A sociedade é uma desgraça!
E tenho medo de desgraças na minha vida.
Sou forte. Sim. Isso sim. Mas tenho medo.
Tenho medo das pessoas, elas manipulam o mal,
Estipulam as regras daquilo que é certo,
Mas eu não sou certo, não quero certeza,
Eu quero amar e quero ficar quieto,
Dentro da minha vida, da minha grandeza,
Isso não mata ninguém, não tira nada de ninguém,
Isso acrescenta a minha essência,
A minha vontade de desobediência,
Por que não quero ser igual a todo mundo,
Nem amar o que todo mundo ama,
Nem sonhar o que todo mundo sonha,
Nem beber o que todo mundo bebe,
Nem sair onde todo mundo vai,
Nem falar sobre o que todo mundo fala,
Eu quero amar da minha forma,
Sem tiro de canhão, sem revólver com bala,
Dessa maneira bonita que leio tanto nos livros,
Daquela maneira sem maldade que se vê nos antigos,
E isso é o que eu coloco para fora,
Tenho medo da sociedade e da opinião que me devora,
Me faz ser um resto de nada,
Um corpo todo feito de retalhos,
Daquilo que é bom com os atalhos,
Aparrando a verdade sobre as coisas da matéria.
A sociedade não te assusta?
A sociedade é uma desgraça!
Eu não quero que ela seja justa,
Só não quero apenas ser massa.
A sociedade não é mãe, ela é uma madrasta.

By: Vinicius Osterer
Feito em 03 de Outubro de 2016.